Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Laranja Amarela

Pelos caminhos de Portugal! #1

O bom tempo apoderou-se do fim de semana, yey! O solinho deixa-me logo radiante e com imensa vontade de passear. Como ao sábado tenho sempre algumas atividades, foi domingo o dia escolhido para ir dar uma voltinha. Queríamos ir almoçar a um restaurante perto de Rio Maior e por isso o local escolhido para o passeio foi as salinas.

 

Cantinho da Serra

O restaurante Cantinho da Serra é um restaurante muito típico de cozinha tradicional portuguesa localizado no Alto da Serra em Rio Maior. Este restaurante é de fácil acesso pois está situado numa das extremidades da Estrada Nacional. O Cantinho da Serra é constituído por três salas. A primeira sala que corresponde à entrada do restaurante encontra-se cheia de molduras nas paredes e de objetos colocados em redor da sala. Um aspeto logo de destaque quando sentamos é o facto de haver uma cestinha na mesa recheada de nozes e um martelo para as partir caso pretendam. Também é colocada uma garrafa de moscatel com uns copos adequados ao aperitivo.

O restaurante tem imensas entradas que nos deixam praticamente sem fome e com vontade de pedir de imediato a sobremesa. Das diversas entradas que provámos dou nota bastante positiva aos ovos mexidos com farinheira, aos ovos verdes, às favas guisadas com chouriço, aos cogumelos com camarão e à tábua de queijos.

Os pratos do dia eram bastante diversificados, desde cabrito e galo a línguas de bacalhau e caracóis. No meu caso escolhi espetada mista com migas da serra mas tive que dividir depois de tantas entradas. As espetadas estavam muito boas assim como as migas. O modo como as sobremesas são apresentadas é tão original que merece também algum destaque. Em primeiro lugar a senhora traz um tabuleiro com vários potes de frutas. Cada pote contém um molho específico que deixa qualquer pessoa com vontade de elaborar e provar a sua própria salada de frutas. Existem potes bastante diferentes como o de maçã assada com canela, o de banana com molho de laranja e o de laranja com molho de groselha. Estava tudo tão bom que alguns dos potes quase só continham molho quando foram retirados. De seguida a senhora coloca outro tabuleiro na mesa com todas as sobremesas existentes onde cada pessoa pode retirar o que quiser. Quando os cafés são servidos, estes vêm em conjunto com uma bandeja que contém compotas caseiras, bombons e bolachas de água e sal. Ainda são servidas duas cestinhas com cavacas e suspiros. É este tipo de elementos que fazem este restaurante merecer tanto destaque. É quase impossível sair deste restaurante insatisfeito.

 

17759336_10206572490230362_1640307903_o.jpg

 

17622449_10206572488590321_1166059217_o.jpg

 

17522397_10206572486630272_408850789_o.jpg

 

Salinas naturais de Rio Maior

Depois deste maravilhoso almoço fomos às salinas naturais de Rio Maior. Estas são as únicas salinas localizadas no interior do nosso país. Nunca tinha ido e fiquei agradavelmente surpreendida. A zona comercial das salinas assemelha-se a uma pequena vila rústica cheia de casinhas de madeira abertas com produtos maioritariamente relacionados com o sal. Nós trouxemos um pacote de sal normal e outro de sal com orégãos para dar mais sabor à comida. Esta "mini-vila" também contém restaurantes com ótimo aspeto para se aproveitar em dias de sol como ontem. Antigamente era nestas casinhas que se guardava o sal. 

As salinas estão divididas em vários tanques retangulares. Em alguns desses tanques existia um monte de sal em cima de uma placa de madeira. O sal que é retirado destas salinas não leva qualquer tratamento químico o que o torna 100% natural e preferível para consumo. Estas salinas ficam na base da Serra dos Candeeiros. Esta serra é composta por rochas calcárias bastante impermeáveis mas com várias falhas, o que permite à água da chuva infiltrar-se e criar cursos de água subterrânea. Essa água subterrânea passa por uma grande mina de rochas salinas o que explica a existência de salinas longe do litoral. É possível visitar as salinas em qualquer altura do ano mas aconselho na altura do verão pois é uma estação com o clima seco o que possibilita analisar todo o trabalho de extração do sal. A entrada é livre. 

17623108_10206572489110334_1964557657_o.jpg

  

 

   

 

 

 

 

Aconselho este passeio pelas salinas, algo diferente e acabamos sempre por descobrir coisas novas.

Um beijinho amarelo*

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

Lisboeta, com muito orgulho, desde 1991 ♥

Food 🔸 Travel 🔸 Fashion 🔸 Makeup 🔸 Movies

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D