Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Laranja Amarela

Peixinho bom na outra margem do Tejo

No Domingo de Páscoa costumamos comer cabrito ao almoço, faz parte da nossa tradição. Como este ano ficámos por Lisboa e queríamos almoçar fora não houve essa hipótese. Só conhecemos um restaurante perto que se come bom cabrito mas não enchia as medidas a todos. Decidimos então lançar uma exceção este ano e fomos comer um belo peixinho!

Há muuuuuuuitos anos (desde que me conheço na verdade) que vamos ao restaurante O Arrastão. Sempre que queremos peixe fresco e sempre delicioso apontamos para o outro lado do rio. Localiza-se em Alcochete bem juntinho ao rio e longe do centro, o que ajuda imenso no estacionamento. Os donos e os empregados são os mesmos há imensos anos. 

Quando entramos no Arrastão salta logo à vista uma bancada recheada de peixe muito fresco onde está sempre o Sr. Gomes à espera de saber qual o peixe que os clientes pretendem, ainda antes de se sentarem na mesa. Um atendimento sempre simpático e personalizado que nos ajuda na escolha. De seguida somos então direcionados para uma mesa. O restaurante contém um sala principal ampla e ainda uma sala mais pequena. A decoração tem alguns apontamentos alusivos ao mar mas não é apelativa, embora não ponha em causa a qualidade do restaurante. 

17968825_1515543861812205_2010530089_o.jpg17976540_1515543621812229_1721482586_o.jpg

 

Embora seja um restaurante especialista em peixe, é impossível vir aqui sem comer a linguiça frita, que é sempre de chorar por mais, e as belas salsichas frescas grelhadas, cortadas ao meio com limão. Estas salsichas são únicas, nunca comi iguais em lado nenhum!

É verdade que a fome vai passando mas arranja-se sempre um espacinho para o peixe, ou para os moluscos marinhos no meu caso. Eu costumo pedir as lulas que vêm cortadas em rodelas regadas em azeite e vinagre com cebola e batata cozida. Quando é pedido peixe este vem acompanhado com batatas a murro (que eu não resisto e roubo sempre a alguém) e feijão verde. Para a sobremesa, caso ainda se consiga comer alguma coisa, é obrigatório pedir as farófias, são sempre muito boas. 

 

17975942_1515503485149576_1908968678_o.jpg

17976729_1515503441816247_1299020332_o.jpg

 17976097_1515543728478885_1274188947_o.jpg

 

Como veem, na minha família há algumas comidinhas que são essenciais pedir neste restaurante. Somos um bocadinho estranhos mas saímos sempre do Arrastão saciados (até demais) e principalmente bastante felizes.

O restaurante não é propriamente barato mas compensa na qualidade da comida. Encerra às segundas-feiras e ao domingo ao jantar. 

Ao sair do Arrastão é possível dar uma voltinha pela praia junto ao parque de estacionamento ou ir até ao centro de Alcochete. Quem gosta de compras pode sempre passar pelo Freeport. 

 

Um beijinho amarelo*

Sobre mim

Lisboeta, com muito orgulho, desde 1991 ♥

Food 🔸 Travel 🔸 Fashion 🔸 Makeup 🔸 Movies

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D